capa.jpg

Instituto OCA realiza constelações individuais e em grupos

Desde a inauguração, o  Instituto OCA, em Cuiabá, tem sido destino frequente de clientes em busca de autorealização  pessoal e profissional. A presidente do Instituto OCA, Gianeh Borges, realiza constelações individuais, em grupo, palestras gratuitas e workshops.

A Constelação Familiar Sistêmica, criada pelo terapeuta e filósofo alemão, Bert Hellinger  é realizada de forma energética e fenomenológica. A energia surge do inconsciente do constelado, resultando num grande fenômeno.

Os assíduos participantes de constelações relatam avanços no estágio melhor de vida e de consciência, com ampliação do autoconhecimento e aceitação dos fatos, com desejo imediato de mudança do que o  aflige.

Cada pequeno gesto do “constelado” tem grande valia e significado para o terapeuta que conduz a constelação.   Os “representantes” do constelado agem como personagens da vida real do cliente principal da constelação. Todo o movimento energético da constelação é moderado pelo terapeuta. A duração do grupo é  relativo, mas no mínimo é de 30 minutos.

Segundo Bert  Hellinger, não devemos  tentar entender o que acontece numa constelação. Quando se tenta compreender, de alguma forma interrompemos ou atrapalhamos a energia que está no comando da situação.

Gianeh Borges tem várias definições consistentes a respeito da importância das constelações. Uma delas é que “elas favorecem passos rumo ao entendimento, à compreensão de nossos emaranhamentos e por consequência, a ressignificação de emoções difíceis a solução das mesmas”, afirma a terapeuta.